Tudo sobre obstrução por corpo estranho em cães

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por admin
em abril 26, 2022

Você suspeita que o seu bichinho engoliu algum objeto indevido? Veja por que é importante levá-lo a um veterinário urgentemente!

Cachorros de pequeno porte exigem alguns cuidados específicos, como grande variação de temperatura, alimentos adequados para o seu metabolismo acelerado, deterioração acelerada de seus dentes, necessidade de ter as unhas cortadas mais rapidamente e maior incidência de problemas na válvula cardíaca.

Tutores de cachorros sabem que é preciso estar atento para evitar que eles comam objetos ou alimentos que podem danificar o seu trato intestinal — desde brinquedinhos até fios de lã, pedaços de móveis e ossos.

Episódios como esses podem configurar uma emergência veterinária, especialmente em cães de pequeno porte — sendo denominada pelos profissionais veterinários como obstrução por corpo estranho. Confira mais sobre essa condição clínica!

O que é e quais são os sintomas

A obstrução por corpo estranho é uma condição clínica comum em animais de pequeno porte. Ao engolir uma pequena estrutura, o animal tem um ponto do seu trato gastrintestinal interrompido, o que prejudica diretamente o fluxo dos conteúdos que transitam nessa região do corpo.

É importante lembrar que corpos estranhos costumam ser eliminados em até 36 horas, a partir do momento de sua ingestão. Porém, quando esses itens ficam presos no aparelho digestivo dos animais, eles afetam principalmente três regiões: o estômago, o esôfago e o intestino delgado. Alguns dos sintomas mais clássicos quando esse tipo de obstrução ocorre são apatia, vômito, anorexia, emagrecimento, desidratação e distensão abdominal.

Diagnóstico

Quando o corpo estranho está localizado no esôfago, o diagnóstico é feito a partir de um ultrassom abdominal ou de uma radiografia. Para remover o item identificado, é preciso recorrer a uma endoscopia. Se a região afetada foi o estômago, é preciso realizar uma radiografia torácica ou uma endoscopia. Nesse caso, o tratamento também pode incluir ingestão de antibióticos ou a administração de soro.

Os intestinos costumam ser a região mais afetada por corpos estranhos. O sintoma mais recorrente são vômitos contendo substâncias com sangue ou até com fezes fecalóides (semelhante às fezes), além de desidratação. Os exames solicitados são ultrassom abdominal e raio X contrastado (se o ultrassom não identificar nada). 

O tratamento é feito por meio de um corte cirúrgico no intestino do pet para que o item estranho seja removido. Casos mais graves apresentam uma desvitalização dos tecidos, sendo necessário remover parte do intestino. 

Se houver uma obstrução encarcerada, pode haver a necrose de uma parte desse mesmo órgão, sendo necessário realizar tratamento para evitar choque séptico. Se a proporção do intestino removido é grande, o animal pode desenvolver uma sequela conhecida como síndrome do intestino curto, que pode apresentar sintomas como perda de peso, dor abdominal, má absorção de nutrientes e diarréias frequentes.

Quando o corpo estranho em questão é maior ou pontiagudo, o pet corre o risco de ter algum órgão perfurado. Isso pode levar a uma necessidade urgente de cirurgia antes que o quadro se agrave e possa até provocar a morte do animal.

Como evitar

Uma pergunta básica para quem suspeita que o seu pet tenha ingerido um corpo estranho é: como evitar? O primeiro passo é evitar deixar a fácil alcance objetos inapropriados para ele. Apenas compre e deixe disponível para o seu cachorro brinquedos próprios para pets, sem partes pontiagudas ou que se desencaixam facilmente.

Para evitar complicações decorrentes dessa obstrução, é preciso prestar bastante atenção aos sintomas. Quanto mais cedo eles forem investigados e o diagnóstico for confirmado, maiores são as chances de o corpo estranho ser removido antes de chegar ao intestino e necessitar de uma intervenção cirúrgica mais invasiva. Por fim, não se esqueça de buscar ajuda profissional qualificada para ter o suporte necessário e preservar a saúde do seu bichinho!

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade