Qual a importância de um bom líder para o desenvolvimento de um colaborador?

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por lucas
em novembro 14, 2022

Por muito tempo, as maiores empresas do mercado se concentraram em contratar profissionais que, além de qualificação, tivessem as características de um bom líder. Já nos dias de hoje, essas organizações buscam desenvolver essas lideranças no dia a dia.

Mais do que um talento, a capacidade de liderar uma equipe é uma questão muito ampla que pode ser desenvolvida com treinamento e com o fornecimento de uma estrutura de trabalho que a habilite, tanto como rotina, quanto como processos bem estabelecidos.

Em geral, as perguntas que as pessoas, sejam trabalhadores ou donos de empresas, fazem passam por entender o que um bom líder precisa ter para aplicar a sua liderança dentro da rotina de uma empresa, mas essa lógica se prova mais ineficiente e equivocada a cada dia.

Para que o líder de um setor em uma indústria de prótese auditiva digital consiga cumprir o seu papel, é preciso que toda a estrutura ao seu redor. Essa estrutura vai dar o apoio para a coordenação da equipe e vai fornecer condições de trabalho que contribuam no processo.

Mais do que delegar funções, dar ordens e avaliar o desempenho da equipe, o líder tem um papel muito relevante no que diz respeito à comunicação da equipe. Com um líder que acompanha o dia a dia, cada um se concentra na sua função.

Nesse contexto, o líder cumpre um papel mais geral e global na lógica de produção de qualquer empresa. Ao avaliar e coordenar o trabalho de um grupo, seu compromisso com o resultado é muito maior do que o resto da equipe.

Para entender melhor o que faz do líder um fator fundamental para o sucesso das empresas, é crucial compreender o que é a liderança corporativa, como estruturar um ambiente que incentive e mobilize a equipe de trabalho e seus benefícios.

O que faz de alguém um bom líder?

Grandes generais, vocalistas de bandas de rock e artilheiros de times de futebol campeões podem fazer parecer que a capacidade de liderança é um talento inato e atávico de pessoas específicas, mas no mundo empresarial e produtivo, não poderia estar mais errado.

Mesmo que muitas companhias de divisórias de mdf para escritório, e de qualquer outro nicho de atuação, independente do seu porte, pensem na liderança apenas no momento de contratação e captação de talentos, esse fator deve ser visto de outro ângulo.

Por mais que existam pessoas mais aptas e prontas a liderar, todos os pontos que favorecem esses “líderes natos” são habilidades treináveis e processos que mesmo de forma intuitiva podem ser incorporados ao dia a dia de qualquer equipe.

Tendo esse contexto como horizonte de ação, uma escola de educação infantil jardim 1 pode não só contar com a contratação de talentos, como a criação de uma rotina que desenvolva lideranças dentro da sua equipe.

Quando se coloca um líder e esse consegue dar andamento ao trabalho da forma certa, não é só ele individualmente que se empodera dentro da empresa, mas, sim, toda a equipe daquele setor. Isso ocorre por meio da atuação diária do líder.

Muito se confunde o papel do líder com a de um chefe, mesmo que o líder distribua tarefas para a equipe, sua função é  coordenar o grupo para aumentar a produtividade, mas também ouvir suas demandas e dar encaminhamento a elas.

O líder não é sempre alguém que está um cargo ou mais acima de outros integrantes da equipe, mas em sua essência o líder deve ser um funcionário que se destaca por seu comprometimento e produtividade.

Isso é fundamental para que se observe que o exemplo é um dos fatores do exercício da liderança, a partir do momento que a equipe tem um espelho para seguir, todo o grupo trabalha com mais motivação.

Qual é o papel da liderança em uma empresa?

Depois de entender de forma geral o que é uma liderança em uma empresa de produção de etiqueta auto adesiva branca, é preciso compreender o papel da liderança no dia a dia de uma corporação e como a promoção dessa liderança gera benefícios.

Existem muitos motivos para que os gestores das empresas implementem um modelo produtivo baseado na promoção de lideranças internas, para isso é fundamental estruturar todos os processos com foco no trabalhador e nas formas de aumentar a sua produtividade.

Pesquisas do setor indicam que boa parte dos negócios, chegando até metade deles quando se conta todos os portes e nichos de atuação, possui lideranças desconectadas da sua função ideal, e isso acontece por vários motivos.

Uma indústria de porta lápis acrílico para personalizar pode ter problemas no estabelecimento de lideranças com base na distância entre os líderes e a equipe ou até mesmo na falta de preparo do líder para lidar com o coletivo da empresa e a sua estrutura.

Mesmo com essa dificuldade, quase todas as companhias reforçam o seu interesse na captação de talentos para a liderança e no desenvolvimento interno e prático dessa capacidade. Isso porque as lideranças são essenciais hoje em dia.

Além de ter um líder, é preciso que as empresas implementem uma cultura empresarial de lideranças, ou seja, que todos os profissionais se engajem e trabalhem a fim de liderar, apoiar e motivar a equipe em que atua no dia a dia, aumentando a produtividade.

O aumento da procura por métodos de desenvolvimento de liderança também se dá por uma questão geracional. O mercado atual é muito mais dinâmico e os profissionais dos dias atuais tendem a buscar sempre um aprimoramento.

Empresas que não oferecem essa oportunidade internamente tendem a ver seus talentos e seus profissionais mais habilitados migrando para concorrentes e outras empresas não relacionadas. Essa fuga pode ser evitada com um programa de lideranças recompensador.

Como desenvolver líderes em uma empresa

A partir do momento que uma empresa como a estamparia digital algodão do bairro pode desenvolver lideranças internas e colher tantos benefícios quanto grande conglomerados de empresas, para isso, é preciso alinhar uma série de boas práticas de liderança:

Além de compreender o papel e o perfil de líder para cada setor, é essencial que a empresa crie um ambiente receptivo para essa liderança, assim ele poderá gerenciar, coordenar e motivar a equipe rumo ao aumento da produtividade. Entre os elementos para isso, estão:

  • O investimento em uma cultura organizacional;
  • A captação e desenvolvimento de talentos na empresa;
  • A coordenação para superar desafios e alcançar metas;
  • A criação de uma liderança alinhada com a imagem da empresa;
  • A criação de uma cultura de motivação e inspiração;
  • A capacidade de comunicação e resolução de conflitos;
  • A capacidade de identificar e aprender com erros;
  • O aumento da integração da equipe.

Quando uma empresa especializada na fabricação de sonda nasoenteral fio guia desenvolve sua cultura organizacional com uma missão, uma visão e seus valores mais importantes, muitas vezes essas informações se perdem e tem pouco efeito no dia a dia.

Contudo, esses fatores são fundamentais para o estabelecimento de uma liderança assertiva, ou seja, uma liderança capaz não só de apresentar a sua produtividade, mas também guiar toda a equipe de acordo com o seu norte descrito na cultura da marca.

Ao investir em lideranças internas, a marca ganha em produtividade, qualidade e também reforça o valor da sua marca como uma empregadora, assim, ela pode reter os talentos que desenvolveu e aprimorou enquanto atrai novos profissionais cada vez mais qualificados.

Considerações finais

Por muito tempo, as empresas buscaram encontrar profissionais eficientes na execução de ordens, mas com o desenvolvimento dos mercados se tornou cada vez mais essencial que os negócios captem talentos e desenvolvam lideranças internas ao longo do dia a dia.

É comum dizer que uma das qualidades que se procura na hora de contratar um profissional é a capacidade de liderar equipes, mas sobretudo é essencial que as corporações também se esforcem na criação dessa capacidade e na implementação dessa liderança.

Uma loja de pendrive personalizado para fotógrafos, por exemplo, pode até encontrar um profissional da área de vendas capaz de liderar todas as equipes e, ainda assim, não conseguir aplicar isso na prática. Isso porque essa lógica depende de estratégia.

Um empreendedor que quer investir em liderança precisa ter na sua estrutura de trabalho no dia a dia um conjunto de ponderações que guiam o trabalho de uma liderança interna e dão a esses líderes a capacidade de coordenar a equipe.

É preciso deixar claro que a liderança não se resume na capacidade de dar ordens que devem ser seguidas, mas também passa pelo trabalho de cativar, motivar, dar boas condições de trabalho e ouvir as demandas da sua equipe de trabalho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade