Pele sensível: O que é, saiba como identificar e dicas de cuidado

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por gabriel
em julho 11, 2022

De acordo com alguns estudos, a pele sensível afeta muitas pessoas, cerca de 50% das mulheres e 38% dos homens. Essa condição pode estar relacionada muitas vezes a questões hereditárias, como eczema, psoríase e rosácea.

No entanto, na maioria das vezes é devido a fatores ambientais, como estresse e uso incorreto de produtos cosméticos sem descartaveis cirúrgicos.

O que acontece na pele sensível é a deterioração da função da barreira epidérmica, que protege a pele de ataques externos e infecções. Assim, a pele sensível tem uma tolerância menor do que a pele normal a fatores que podem irritá-la.

Qualquer tipo de pele pode apresentar sensibilidade como reação a fatores externos e hormonais. As características da pele sensível são diferentes para todos, mas os sintomas comuns incluem vermelhidão, irritação e coceira. 

Na verdade, aqueles com pele sensível podem sofrer de eczema ou rosácea. Nesse sentido, é importante destacar que essa condição permanente é caracterizada por uma vermelhidão, sensação de “puxão”, secura e coceira.

E não é um caso isolado de alergia a um produto, como sabonetes de limpeza facial, que geralmente ficam dispostos em barras e perfis de alumínio, ou mesmo um determinado alimento, como o camarão.

Geralmente, os sintomas são superficiais e visíveis a olho nu em várias partes do rosto. Vamos ver com mais detalhes quais sintomas são observados em uma pele sensível, quais são as causas que a causam e como fazer para amenizar os sinais. Confira!

Quais são os sintomas da pele sensível?

Existem três grupos de pele sensível. A pele sensível normal, que é uma pele fina, mas seca que avermelha facilmente e é propensa a varizes.

A pele sensível reativa, que é o tipo de pele que apresenta tolerância zero a fatores externos e que na maioria das vezes reage se exposta ao sol, frio ou produtos alguns produtos tópicos.

Da mesma forma que um serviço de limpeza comercial precisa ter cuidado com os produtos utilizados em diferentes superfícies, nós precisamos conhecer bem algo antes de passar em qualquer região do nosso corpo, pois uma utilização inadequada pode ser prejudicial.

E tem também a pele sensível ocasional, que é ocasionada pela sensibilidade que pode ser causada após uma condição da pele (por exemplo a rosácea). Os sinais observados na pele sensível são principalmente: 

  • Vermelhidão;
  • Vasinhos;
  • Descamação;
  • Coceira;
  • Sensação de queimação;
  • Ardência;
  • Sensação de ressecamento.

Geralmente esses os sintomas aparecem na face, mas não é a única área afetada, já que eles podem aparecer também nas mãos e nos pés.

Mais especificamente, a pele sensível apresenta resistência reduzida ao uso prolongado de cosméticos, com sintomas que podem ser visíveis. Portanto, em pessoas que apresentam sensibilidade, a seleção de produtos de cuidados faciais deve ser feita com cuidado.

Esses produtos devem ser baseados em ingredientes puros, suaves e rotulados como adequados para peles sensíveis.

Além disso, o uso de toalhas adequadas depois da higienização em seu lava olhos é uma medida cautelar, e não se esqueça de que a orientação do dermatologista é fundamental e valiosa nos casos em que os sintomas persistem.

Causas que levam à sensibilidade da pele

A sensibilidade da pele pode ser hereditária ou vir de fatores externos. Os fatores externos aos quais a pele sensível costuma reagir são:

Cosméticos e produtos de cuidados

Produtos sintéticos e fragrâncias em sua maioria contêm ingredientes irritantes (por exemplo aroma, álcool, propilenoglicol e alfa-hidroxiácidos) que, dependendo da concentração, podem causar irritação na pele.

Usar muitos produtos de cuidados com a pele, além de serem prejudiciais à natureza, causando impacto na defesa ambiental, sobrecarrega a pele com muitos ingredientes que podem levar a pele a reagir negativamente.

Esfoliação e limpeza frequentes também podem ser prejudiciais e causar irritações, afinal quando esfoliamos nossa pele com muita frequência, retiramos o óleo natural necessário para mantê-la saudável.

O mesmo acontece com lavagens muito frequentes com sabonetes e produtos de limpeza agressivos. Além disso, lavar com água quente agrava a pele sensível. O ideal é sempre lavar com água em temperatura ambiente, não chegando a nenhum extremo.

Fatores ambientais

Não é necessário uma câmera térmica para saber que o frio ou calor excessivo podem agravar sintomas da pele sensível.

O verão é a estação em que sua pele está mais desidratada do que nunca. O sol, o mar e o descuido definitivamente não ajudam na sua busca por hidratação e cuidados completos. 

A pele do rosto, de fato, é constituída por camadas mais finas, o que o torna ainda mais vulnerável a intervenções ambientais externas, como o sol, poluentes atmosféricos e condições climáticas.

Ou seja, a queda de temperatura e umidade, como frio, sol, vento, poluição e ar condicionado afetam diretamente o teor de umidade da pele. Podemos sentir nossa pele mais seca, “puxando” ou até mesmo vermelha.

Alimentação

A alimentação também pode ocasionar efeitos negativos nas peles sensíveis. Alimentos picantes, álcool e café podem afetá-la negativamente, portanto cuide também da alimentação para evitar sintomas desagradáveis.

Uma rotina corrida em uma fábrica de cortinas em lona não é desculpa para não ter atenção com a sua alimentação, então trate de manter refeições balanceadas e saudáveis.

Shampoos e condicionadores com sulfatos

Mesmo que seja no couro cabeludo, é muito importante evitar shampoos e condicionadores com sulfato caso você tenha a pele sensível.

Os sulfatos são sais inorgânicos que contêm enxofre e são agentes de limpeza muito poderosos. Eles são usados ​​em produtos de limpeza para criar espuma. 

Ou seja, os sulfatos podem causar secura crônica e coceira em todo o corpo, desde o couro cabeludo até o rosto e o corpo, pois têm a capacidade de remover a umidade à medida que são lavados.

Por isso, sempre verifique os rótulos dos produtos que for adquirir e prefira os que constam “sem sulfatos”, os conhecidos produtos “liberados”, que não irão prejudicar a sua pele de forma alguma.

Pele sensível: como cuidar?

Logicamente, uma pele que é muito sensível merece cuidados especiais. Isso porque, por serem mais reativas e imprevisíveis, é uma questão de quais produtos são mais bem tolerados e quais devem ser evitados.

Use produtos puros adequados para seu tipo de pele

Encontrar os produtos certos para o cuidado da pele sensível muitas vezes não é fácil. Em geral, a regra é evitar agentes agressivos, como ingredientes sintéticos que causam alergias e irritações, e preferir produtos naturais e orgânicos. Evite principalmente:

  • Álcool;
  • Fragrâncias sintéticas;
  • Produtos de limpeza agressivos (sabonetes com pH alto);
  • Esfoliantes com grãos muito grossos.

Ao invés disso, usar produtos de limpeza suaves e evitar esfoliações frequentes, tratar com produtos suaves e naturais – como protetor solar natural (com filtros minerais) – e ingredientes não irritantes – como fragrâncias sintéticas – pode ajudar sua pele sensível.

Esse tipo de produto pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e também comprado pela internet e chegar até você através de um serviço de entrega de encomendas, ou seja, você nem precisa sair de casa.

E fica aqui uma dica valiosa: antes de aplicar qualquer produto em uma grande área do rosto, é aconselhável fazer um primeiro teste em uma pequena área (teste de contato) para ver como a pele reagirá.

Use ingredientes que retém umidade

Como a falta de umidade suficiente é o que faz com que sua pele seque e descasque, é recomendável usar produtos que a limpam suavemente, sem causar irritações, como alguma emulsão que a hidrate satisfatoriamente para repor a elasticidade perdida.

Procure cremes e séruns com ácido hialurônico e glicerina, por exemplo, que são altamente indicados para essa finalidade.

Esses dois ingredientes retêm a umidade da pele e mantêm a oleosidade natural, que reconstrói a barreira hidrolipídica, evitando assim que agentes agressivos penetrem pelos seus poros. 

Além disso, tenha sempre consigo uma bruma que acalma imediatamente a irritação. Esse tipo de produto possui ingredientes que garantem alívio imediato dos sintomas de sensibilidade e hidratam instantaneamente o local.

Desodorante

O desodorante pode não ser o primeiro produto que vem à cabeça quando você pensa em deixar sua rotina de cuidados com a pele mais amiga da pele sensível, mas acredite, vale a pena preferir uma composição que respeite as “particularidades” da sua pele.

Uma das escolhas favoritas são os sais de alumínio sem álcool e sem talco. Graças aos agentes desodorizantes de origem natural que contém, oferece proteção 24 horas contra odores sem obstruir os poros, permitindo assim que a pele transpire naturalmente.

Tecidos adequados

Não se pode esquecer também dos tecidos, seja das roupas e toalhas de rosto. Esse fator é extremamente importante, pois os tecidos podem ocasionar sérias crises de alergias.

Geralmente as pessoas alérgicas a determinados tipos de tecido têm dificuldades em encontrar peças que aliem boa aderência e conforto.

Segundo médicos alergistas, as melhores opções para os alérgicos são aqueles tecidos que possuem etiquetas antialérgicas ou os tecidos naturais como algodão, seda, linho e viscose.

Pessoas com asma, eczema, irritações na pele, rinite alérgica ou outras alergias são mais propensas a ter pele sensível. O mesmo acontece com quem já teve reações alérgicas a um produto no passado, ficam avermelhadas com facilidade e raramente se bronzeiam.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade