Os algoritmos como ferramenta de inovação no mercado imobiliário

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por admin
em dezembro 6, 2022

Diversos setores tradicionais já se beneficiam de inovações tecnológicas, e o ramo imobiliário não é diferente. Veja as inovações trazidas no setor imobiliário com o uso de algoritmos

É verdade que, com a tecnologia, setores tradicionais se renovaram completamente: as áreas de varejo e de alimentos e bebidas, por exemplo, mudaram muito em função da digitalização e outros processos.

E, além disso, o mercado imobiliário também entrou nesse processo de modernização: agora quem quer buscar apartamentos para alugar ou quem deseja comprar uma casa pode usar diversas tecnologias para fazer uma escolha mais consciente.

Tudo isso é possível graças a algoritmos que dão uma experiência mais fluida para o consumidor e, com isso, aumenta a satisfação do cliente. 

Para saber como o mercado imobiliário está usando algoritmos para fazer negócios, leia o artigo abaixo.

Realidade Virtual na Construção Civil

Um dos exemplos de como o setor imobiliário está se modernizando é a empresa Criando Valor, que atua na área de construção civil. Ela nasceu a partir do jogo Pokemon Go, que deu a seu criador Leonardo Delfino a ideia para uma solução inovadora no setor de imóveis.

A empresa atua com diversas soluções, mas destaca-se nas maquetes 3D. Essas maquetes são uma evolução em relação às tradicionais maquetes físicas e são responsáveis por uma experiência mais imersiva.

Por exemplo: com uma maquete 3D, o cliente pode ter uma visualização muito mais detalhada do apartamento decorado. Isso faz com que não seja necessário que o cliente visite um stand para avaliar sua decisão de compra, tornando todo o processo muito mais prático para o consumidor.

Para funcionar, o cliente deve baixar um aplicativo e, com a câmera do celular, mirar em um local plano para começar a ver a maquete 3D. É possível mudar ângulos da imagem, dar zoom e ver outras funções através dessa ferramenta prática.

É possível, também, ver detalhes que atraem a atenção de muitos clientes, como as áreas externas do imóvel, como piscina, churrasqueira, academia, sauna e outras. Isso dá uma visão muito mais realista de como será o imóvel em sua fase final.

Análise de dados e automação no design de interiores

Há, além disso, inovações na área de design de interiores: a empresa La Decora, uma companhia que atua com projetos de decoração online, aposta na automação desse processo, uma vez que torna o procedimento muito mais acessível para os seus clientes.

Essa empresa inovadora no setor oferece um aplicativo que atua na automatização do processo de decoração de interiores. Em primeiro lugar, o processo começa com o cliente respondendo perguntas sobre suas preferências de decoração.

São cerca de 50 perguntas que, depois de respondidas, dão espaço para os designers iniciarem o processo. Em um período de até 5 dias, o cliente recebe as imagens em 3D de como ficou o projeto de design de interiores do imóvel.

O processo diminui sua duração de 30 para menos de duas horas — uma diminuição de 15 vezes! — Isso mostra como o desenvolvimento tecnológico pode entregar soluções eficientes em muito menos tempo.

Com os dados recolhidos, a empresa auxilia imobiliárias a decorar seus apartamentos para que eles se tornem mais fáceis de alugar ou vender de acordo com a demanda do público brasileiro.

Cerca de 2/3 do público prefere tons claros na decoração. Além disso, as cadeiras executivas são as preferidas (com 47%) e, para guardar livros, as prateleiras ficam com o primeiro lugar (41%). 

Segundo uma das criadoras, o ambiente e a decoração auxiliam no bem-estar e geram tranquilidade, quando bem feitos — e, de fato, essa melhoria no ambiente pode ajudar a facilitar a decisão de compra dos consumidores.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade