O que faz uma criptomoeda ir à falência?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por mateu
em dezembro 5, 2023

Diversos motivos podem contribuir para a falência de uma criptomoeda, e saber quais são eles é importante para se manter longe dessas “bombas” que causam estrago no financeiro

Quem está há muito tempo no universo das criptomoedas e presenciou a queda de milhares de ativos, sabe que este é um labirinto cheio de surpresas, promessas de lucro e, infelizmente, histórias de fracasso. Enquanto muitos entram nesse mundo imaginando apenas o caminho para a riqueza, a verdade é que entre os anos de 2014 e 2020, mais de 2 mil criptomoedas simplesmente sumiram do mapa, desaparecendo por falta de atração no mercado.

Por trás desse sumiço misterioso, há um monte de problemas relacionados. Uma boa parte dessas moedas digitais caiu no esquecimento não só porque ninguém dava bola para elas, mas porque eram provenientes de golpes e esquemas fraudulentos disfarçados de oportunidades brilhantes, acabando com a confiança das pessoas. Mas graças às mudanças que ocorreram no mundo das criptomoedas, em território nacional, comprar criptomoedas tornou-se mais seguro.

Entendendo o que faz uma criptomoeda falir

A vida das criptomoedas é um verdadeiro drama. Os números não mentem. Só no ano de 2022, quase 50 delas morreram. Algumas, por falta de interesse mesmo, mas outras por conta de fraudes e esquemas ardilosos, totalizando cerca de 23 casos. Por fim, no mercado também existem aqueles ativos que não conseguiram atrair ninguém desde o seu lançamento, somando cerca de 8 tristes casos. Vale lembrar que esses números são do ano de 2022.

O que ocorre é que muitas pessoas acreditam que apenas jogar uma criptomoeda na blockchain trará a elas rios de dinheiro. É importante ser pé no chão e saber que lançar uma criptomoeda não é garantia de sucesso. Nem todo mundo vai dar uma chance para ela, e essa é uma das razões por trás do sumiço desses ativos. A falta de movimento, a incapacidade de chamar a atenção de investidores ou demonstrar potencial no mercado são os principais fatores que levam às criptomoedas a falir.

Isso deixa nítido que o segredo para sobreviver nesse mundo de ativos digitais é ser atraente, transparente e confiável. Ter uma proposta que convence e mantém os investidores interessados, é essencial para prosperar e ter movimentações diárias ocorrendo através da moeda. Antes de jogar uma criptomoeda na blockchain, é preciso ter em mente que manter “a galera”, que no caso são os possíveis investidores, comprando e vendendo sua moeda, é tão crucial quanto o ar para respirar.

O sumiço das criptomoedas, apresentado no decorrer do artigo até o momento, é uma lição sobre como é difícil se manter em pé nesse mercado altamente competitivo. Com tantos desafios, só as moedas mais fortes e confiáveis conseguem sobreviver, principalmente quando acontece um inverno cripto tão rigoroso como o visto no último ano. 

Entender o que leva uma criptomoeda ao fracasso é mais do que olhar para trás, é um jeito de melhorar as coisas e manter o mercado das criptomoedas em pé. No fim das contas, é uma corrida pela sobrevivência num mundo imprevisível, onde só os mais fortes e mais confiáveis se salvam.

Uma dica para investir!

Sabendo o que faz uma moeda vir à falência, fica mais fácil fugir de possíveis ativos que possam trazer problemas no financeiro. Mas além de saber isso, é importante ter em mente que seguir sempre o mercado e também possíveis moedas promissoras são chaves fundamentais para não investir tempo e dinheiro em um ativo que pode ser fraudulento ou que possa vir a falir em questão de meses.

Seguindo essas diretrizes, dificilmente o investidor terá problemas derivados de moedas investidas “sem futuro” e que possam falir amanhã, por exemplo. Então, antes de correr para uma corretora qualquer e começar a gastar dinheiro em dezenas de ativos, pesquisar é essencial, além de escolher bem a corretora mais adequada.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade