MDF ou MDP: As principais diferenças e como escolher

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em fevereiro 10, 2023

O MDF e MDP são diferentes tipos de materiais que usam a madeira como matéria-prima, mas que são bem diferentes um do outro. Então, como ela tem se tornado um tipo de acabamento muito procurado para as casas, entender sobre elas é essencial. 

Isso porque, quando se deseja comprar algum móvel de madeira, é preciso entender que ele foi produzido ou na forma de MDF ou MDP, e dependendo de como foi, o resultado, desempenho, versatilidade e a durabilidade são diretamente comprometidos. 

O acabamento amadeirado tem se tornado um dos principais no mercado e que gera mais desejo nas pessoas. Afinal de contas, traz um ar mais rústico para o ambiente, além de ser lindo, fácil de limpar e duradouro. 

Tal ideal também parte para os móveis, que quando são fabricados com madeira, tendem a ter uma duração bem maior e trazer para o ambiente um ar ainda mais sofisticado, mas, ao mesmo tempo, moderno. 

Hoje, felizmente, é fácil encontrar bons móveis de madeira, assim como se acha bons tubos de ferro redondo na internet, mas quanto mais você entende sobre o material, melhores escolhas poderá fazer na hora da compra. 

Sendo assim, hoje, iremos te ajudar a entender mais sobre os conceitos de MDF e MDP, assim como as vantagens e desvantagens de ambos, além dos cuidados com esse material e qual o melhor para a sua casa. 

MDF: Entenda o que é, suas vantagens e desvantagens 

Vamos começar com o MDF, que é um dos materiais mais usados e versáteis que podemos ver no mercado. A sigla em questão quer dizer Medium Density Fiberboard, que podemos entender como um processo que usa fibras de madeira e resinas sintéticas. 

O nome é dado ao processo de criação de objetos e móveis que usam as fibras da madeira em paralelo às resinas sintéticas que deixam o material mais maleável, permitindo que os produtos dele possam ser usados para diferentes fins. 

Assim como um saco de rafia para entulho, os produtos de MDF são resistentes e aguentam bastante peso. Não é à toa que são os mais escolhidos quando as pessoas desejam comprar mesas, cadeiras e prateleiras. 

Trata-se de um material que é muito maleável e, por isso, costuma ser usado com maior frequência na produção de artesanato e de produtos que precisem de formas mais arredondadas, pois a maciez do material facilita esse trabalho. 

Entretanto, assim como tudo na vida, esse tipo de material também possui os seus lados bons e ruins. Por isso, confira abaixo as vantagens e desvantagens de consumir produtos e móveis de MDF. 

Vantagens do MDF

Uma das grandes vantagens do MDF é justamente a versatilidade do material, que permite a criação de diversos produtos, objetos e móveis justamente por ser maleável e facilitar o processo de personalização de um objeto. 

Também é um material mais acessível para o bolso do consumidor, pois como não é feito 100% com madeira, possui um valor mais acessível no mercado, assim como uma placa de polietileno da melhor marca do segmento. 

Desvantagens do MDF

Por outro lado, o material também traz algumas desvantagens que merecem ser destacadas. No primeiro momento é a impossibilidade do contato com a água, pois se o MDF tiver contato, poderá se desmanchar e acabar com o seu móvel. 

Por ser um objeto ou móvel que é feito com fibras de madeira, sua resistência para a água não é tão forte. Sendo assim, a limpeza dele precisa ser feita de maneira seca, pois qualquer contato com água ou outro líquido pode comprometer a qualidade dele. 

Essas são as vantagens e desvantagens do MDF que vale a pena conhecer antes de comprar algo desse tipo de material, pois assim, será possível entender mais sobre ele e como pode ser útil para o que precisa. 

MDP: Entenda o que é, suas vantagens e desvantagens 

Agora, chegou o momento de entender mais sobre o MDP, que também possui diversos móveis e objetos no mercado por valores tão acessíveis quanto um serviço de nobreak preço que cabe no seu bolso. 

A sigla MDP, quer dizer Medium Density Particleboard, que explica o processo da construção de placas de madeira que são compostas por três camadas e em conjunto a resinas sintéticas formam um produto bem mais denso. 

Diferente do MDF, esse material é mais robusto e resistente, ou seja, dificilmente ele conseguirá ser maleável. Por isso, tende a ser mais usado para a fabricação de móveis planos, como mesas, prateleiras e lousas. 

Suas três camadas são formadas, em grande parte, por madeira, mas também possui o auxílio de resinas que auxiliam na duração do material, pois como bem sabemos, ela não é uma matéria-prima que costuma durar muito bem sozinha. 

A produção dos móveis é feita em indústrias especializadas que contam com toda a segurança dos funcionários, que vai desde o uso de luva anticorte até capacetes e óculos de proteção. 

Assim como fizemos com o MDF, chegou o momento de conhecer os lados bons e ruins desse material. Sendo assim, confira abaixo as vantagens e desvantagens desse tipo. 

Vantagens do MDP 

A MDP, como mencionamos, é conhecida por ser um material mais resistente do que o MDF. Porém, isso não quer dizer que seja o melhor do mercado, mas em comparação ao anterior, tem uma vantagem competitiva. 

Ele também tende a ser mais resistente à água e umidade, mas ainda assim, como qualquer outro objeto de madeira, precisa de um maior cuidado, pois pode apresentar graves problemas em suas prioridades, caso seja muito exposto a elas. 

Desvantagens do MDP 

A desvantagem da MDP está em seu suporte, pois mesmo tratando-se de um material mais resistente, ele não aguenta tanto peso quanto o MDF, o que surpreende muitas pessoas, já que por conta das três camadas de madeira, é normal que se imagine o contrário. 

Acontece que em sua produção, o MDP conta com menos concentração de madeira do que o MDF. Isso interfere diretamente em sua capacidade de sustentação de peso, mesmo sendo mais duro, diferente do MDF que é maleável, assim como uma dobra de chapa

Essas são as vantagens e desvantagens do MDP, que assim como o anterior, também é importante conhecer para que se mantenha atento a tudo o que ele pode te trazer de bom e ruim, caso compre algo desse tipo. 

Principais diferenças entre o MDF e o MDP

Agora que já entende um pouco mais sobre ambos os conceitos, é importante compreendermos, de uma vez por todas e claramente, quais as diferenças entre o MDF e o MDP. 

Pois bem, a principal diferença está justamente em sua forma de produção, pois enquanto o MDF é feito com fibras de madeira, o MDP é construído apenas com partículas, o que interfere diretamente na concentração da matéria-prima em cada um desses materiais. 

Além disso, a durabilidade também é algo diferente, mas isso depende muito dos cuidados que existem com os produtos e móveis de cada um desses materiais, assim como as precauções que existem com um conjunto de tampa de válvulas

Em teoria, existem diversas diferenças entre o MDF e o MDP, que vão desde sua forma de produção até a sua versatilidade, mas, na prática, isso é algo subjetivo e depende de todos os cuidados que cada um deles exige. 

Dicas de como proteger ambos os materiais em sua casa 

Saber como proteger os seus móveis e produtos de MDF ou MDP também é de suma importância, pois como mencionamos, grande parte da qualidade e durabilidade deles depende dos cuidados que existem com cada um. 

Sendo assim, evite ao máximo expor seus móveis de madeira à umidade ou água, pois ela absorve ambas e isso pode não só danificar sua estrutura, mas também gerar um odor pela casa. 

Lembre-se também de usar uma boa fita de borda para evitar a infestação de cupins na madeira, e, caso precise, conte com um serviço de dedetização, assim como empresas podem contar com a galvanoplastia

Por fim, evite também usar produtos de limpeza que sejam muito abrasivos, pois eles também podem influenciar na qualidade do material e fazer com que o seu móvel dure bem menos do que deveria.  

Com simples cuidados como esses, você já consegue manter seus móveis e objetos de madeira bem mais saudáveis e resistentes, sejam de qual material for. 

Saiba como escolher o melhor material na compra de móveis

Para finalizar, nada melhor do que saber escolher qual o melhor material na hora de comprar os móveis para a sua casa e que, quando falamos de madeira, existem um arsenal de opções, como: 

  • Prateleiras;
  • Cabeceiras;
  • Mesas;
  • Armários;
  • Painéis;
  • Cadeiras, entre outros. 

O fato é que não existe um material que seja melhor do que outro, e sim, o que melhor lhe atende, segundo aquilo que você precisa no momento. Por isso, o melhor a se fazer é estudar ambos e pedir ajuda. 

Converse com pessoas que entendam sobre o assunto, sejam arquitetos, pedreiros, engenheiros ou até mesmo vendedores de lojas de construção que possam te ajudar nessa missão e fazer com que você realize uma boa compra. 

Considerações finais 

Dessa forma, terá dentro de casa um móvel que, independentemente do material que seja, será muito útil no seu dia a dia, além de deixar sua casa ainda mais linda e que vai durar muito tempo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade