Marketing de Relacionamento: entenda como funciona e sua importância

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por admin
em novembro 5, 2021

Todo consumidor tem um supermercado preferido, uma padaria que sempre atende bem, ou uma farmácia para os momentos de apreensão, e tudo isso pode ser causado pelo marketing de relacionamento empregado pelas marcas e empresas.

A captação de clientes é uma tarefa que demanda esforços que podem, e devem, ser empregados em campanhas publicitárias direcionadas ao público-alvo. 

Uma estratégia utilizada, antes da formalização do relacionamento, trata do inbound marketing, ou marketing de atração, em que são estabelecidas 4 etapas:

  • Atração;
  • Conversão;
  • Venda;
  • Encantamento.

Utilizando ferramentas relacionadas, principalmente, com o marketing digital, a atração pode ser realizada por meio de um blog corporativo com assuntos diversificados, porém com temática centrada nas finalidades da empresa, dos produtos e serviços oferecidos. 

Outra ferramenta muito útil é o e-mail marketing, que pode ser enviado de forma personalizada aos leads, como os clientes em potencial são denominados, e disponibilizar links de atração.

A conversão se dá ao longo do funil de vendas, dividido em 3 partes: topo, meio e fundo. 

Tudo isso pode ser empreendido na jornada de compra, onde é conhecida as necessidades do consumidor, e também o que se espera como solução.

Ao longo de todo esse processo, o marketing de relacionamento está sendo desenvolvido, como forma de envolver o cliente entregando tudo que o lead necessita. 

Marketing de Relacionamento
Marketing de Relacionamento

Atendimento ao consumidor é prioridade

Seja em um estabelecimento comercial físico, ou em uma loja virtual disposta na internet, é preciso estabelecer como prioridade o atendimento ao consumidor. É por ele que todo o trabalho é feito, e até mesmo o planejamento de Marketing Digital é desenvolvido.

Dessa forma, constrói-se uma parceria entre cliente e empresa, em que uma parte demonstra o que precisa, e a outra entrega tudo que pode ser oferecido como solução, respectivamente. 

Para a empresa é imprescindível conhecer o público-alvo, e mais especificamente o lead que está no processo de conversão para a efetivação da venda. 

Portanto, é necessário buscar as informações básicas, como:

  • Faixa etária;
  • Gênero;
  • Idade;
  • Profissão.

Há outros dados que podem fazer parte da pesquisa, como localização, interesses, hábitos de consumo e até mesmo os produtos que almeja de forma imediata, e aquelas que podem vir a ser adquiridas no futuro.

Isso abastece todo o marketing de relacionamento, que pode ser explorado em momentos oportunos pelas empresas, como lançamento de um novo produto, a disponibilidade de um serviço que seja de interesse, entre outros bens de consumo.

Divulgação no mundo digital permite acesso direto

Não é possível afirmar que todo mundo está em pelo menos uma rede social, mas é válido dizer que muitas pessoas que utilizam a internet tem um perfil em uma plataforma destinada a socializar.

Inclusive, estima-se que só o Facebook tenha pelo menos 2,85 bilhões de usuários ativos no mundo, conforme estudo da Etus em 2021, enquanto o Instagram conta 110 milhões de usuários no mesmo período, de acordo com a Resultados Digitais.

De olho nesse público, as empresas estabelecem um relacionamento com os potenciais consumidores, o que pode ser benéfico para ambos os lados. 

Por um lado, as empresas têm um espaço que podem fazer uma divulgação em massa com um pequeno orçamento. 

Sabendo como funciona o Facebook Ads, é possível estabelecer postagens que podem atingir o público-alvo em cheio, e ainda ser motivo de compartilhamento orgânico, ampliando ainda mais o raio de ação promovido pelo anúncio.

As postagens nessa rede social, por exemplo, permitem que os usuários possam fazer comentários diversos. Assim, a empresa deve acompanhar cada um, para que o marketing de relacionamento não seja quebrado.

Caso apareça algo fora, é preciso encontrar uma solução apropriada, para que esse relacionamento seja estabelecido novamente, de maneira positiva.

Como cada rede social possui características bem estabelecidas, o que permite segmentar o público-alvo, é importante investir em anúncios em cada uma, com a linguagem mais apropriada.

Neste sentido, o que torna os anúncios no Instagram Ads diferente é a possibilidade de criar ações com entendimento mais rápido dos usuários, conseguindo recorrer aos suportes visuais para “resumir” e dinamizar a mensagem, como por uma imagem, uma foto, ou um vídeo de curta duração. 

Portanto, o marketing de relacionamento deve ser empregado de maneira adequada, conversando diretamente com os consumidores de forma direta, quebrando até mesmo a quarta parede.

Estabelecendo a autoridade para ser referência

As empresas que demonstram autoridade sobre determinado assunto se tornam foco do benchmark, uma estratégia que invoca como referência para a sociedade, para os funcionários e, principalmente, para os concorrentes. 

Uma estratégia bem aplicada em uma campanha publicitária, como anunciar no Google Ads, torna a empresa uma das primeiras a aparecer no ranqueamento da página de resultado de pesquisa. 

Seguindo os termos e condições impostas pela empresa, a autoridade está formada, e o marketing de relacionamento pode ser explorado ao máximo, como forma de garantir a permanência do cliente por um longo período.

Conclusão

Vale ter a marca como uma referência, sendo celebrada até mesmo pelos clientes. Isso determina um marketing de relacionamento de sucesso, e com possibilidade viável para conquistar mais e mais consumidores.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade