Por que especialistas estão pedindo pausa no avanço da inteligência artificial?

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por gabriel
em abril 14, 2023

Na quarta-feira, 29 de março, o empresário bilionário Elon Musk e centenas de especialistas assinaram um apelo para uma pausa de seis meses na pesquisa de inteligência artificial mais avançada que o modelo GPT-4 da OpenAI, recém-lançada. 

Eles alertam para os “profundos riscos para a humanidade” que esses sistemas podem trazer. 

Na carta publicada no site futureoflife.org, eles pedem a definição de modelos de governança, incluindo a criação de órgãos regulatórios, supervisão de sistemas e ferramentas para distinguir conteúdo criado por inteligência artificial. 

Além disso, o grupo também solicita a responsabilização por danos causados pela IA e a criação de instituições capazes de lidar com as “dramáticas perturbações econômicas e políticas (especialmente para a democracia) que a IA causará”.

Inteligências artificiais, o que são e para que servem? 

As inteligências artificiais (IA) são sistemas computacionais desenvolvidos para realizar tarefas que normalmente requerem inteligência humana, como:

  • Aprendizado;
  • Raciocínio;
  • Reconhecimento de voz;
  • Visão computacional;
  • Tomada de decisões e muito mais. 

Esses sistemas são alimentados por algoritmos complexos e dados e são capazes de aprender e melhorar com o tempo e a experiência.

As inteligências artificiais têm inúmeras aplicações, desde assistentes virtuais em smartphones até sistemas de diagnóstico médico e carros autônomos e aplicações em empresas de alinhamento a laser

Elas são usadas em diversas áreas, incluindo saúde, finanças, transporte, indústria, entre outras.

A importância das inteligências artificiais na sociedade está em sua capacidade de automatizar tarefas e processos, aumentar a eficiência, melhorar a precisão e tomar decisões melhores e mais rápidas. 

Elas também podem ajudar a resolver problemas complexos que seriam difíceis ou impossíveis de resolver de outra forma.

Nos últimos anos, houve um forte crescimento na adoção e desenvolvimento de inteligências artificiais. 

Isso se deve em grande parte aos avanços na tecnologia de computação e armazenamento de dados, bem como aos esforços de grandes empresas de tecnologia em desenvolver e comercializar esses sistemas. 

Como resultado, as inteligências artificiais têm se tornado cada vez mais presentes em nossas vidas e devem continuar a ter um papel importante na sociedade no futuro.

A posição de muitos especialistas

Elon Musk, cofundador da OpenAI, e outros executivos e especialistas em inteligência artificial assinaram uma carta solicitando uma pausa de seis meses na pesquisa de IAs mais avançadas, como sua empresa de tampa de válvulas deve saber. 

A carta destaca os riscos desses sistemas para a humanidade e pede a criação de modelos de governança e supervisão, além da responsabilização por danos causados ​​pela IA. 

A lista de assinaturas inclui membros do DeepMind do Google e engenheiros da Microsoft, que fizeram um investimento bilionário na OpenAI. 

A empresa precisa de tempo para se adaptar e evitar o uso de sua criação, o robô ChatGPT, para informação em larga escala ou ciberataques.

A assinatura da carta

Centenas de especialistas em tecnologia assinaram uma carta pedindo uma pausa de seis meses no desenvolvimento da inteligência artificial. 

Eles alertam que a IA está sendo desenvolvida dentro de empresas em caixas-pretas, em uma corrida tecnológica que nem seus próprios criadores conseguem controlar. 

O rápido crescimento da IA ​​nos últimos meses deixou os especialistas assustados e, por isso, eles pedem uma pausa no desenvolvimento por seis meses. 

Sua empresa de dobradeira de chapas deve saber que a lista de assinaturas inclui cientistas de todo o mundo, incluindo o pensador israelense Yuval Harari, além de chefes de empresas como Elon Musk e Steve Wozniak, co-fundador da Apple. 

O objetivo é garantir que o desenvolvimento da IA ​​seja feito de forma responsável e segura, evitando riscos imprevisíveis para a humanidade.

O ChatGPT-4, uma versão avançada do robô que se desenvolveu rapidamente desde sua primeira versão em novembro passado, gerou preocupação entre especialistas em inteligência artificial. 

O robô é capaz de responder perguntas com base em textos disponíveis na internet, superando a maioria dos humanos em testes e parecendo se comunicar como uma pessoa. 

No entanto, as preocupações se concentram nos riscos que essa tecnologia pode trazer à sociedade.

Entre eles estão a desinformação, o preconceito, a vigilância e controle pelo governo, a possibilidade de operar armas de guerra automatizadas, promover ataques cibernéticos e assumir nossos empregos no futuro. 

O próprio dono da OpenAI, empresa responsável pelo desenvolvimento do ChatGPT, ficou assustado com a tecnologia criada, como sua empresa de transformadores elétricos deve imaginar.

A carta pedindo uma pausa no desenvolvimento da inteligência artificial tem recebido críticas. O maior ponto de discordância é que a carta está projetando o futuro e não olhando para o presente, já que a IA tem um impacto diário em nossas vidas. 

Além disso, a carta foi publicada por um instituto que promove o longotermismo, uma espécie de religião secular que defende a classificação de grandes fortunas para resolver problemas futuros. 

Os críticos argumentam que o controle da regulação deve ser criado para o IA, em vez de interromper seu desenvolvimento. 

Outra preocupação é que, se os Estados Unidos pararem o desenvolvimento da IA, outros países concorrentes podem continuar e utilizar a tecnologia mesmo que apresentem riscos. 

O professor Max Tegmark defende que as máquinas devem ser controladas para trabalhar para nós, auxiliando uma empresa de tubo de aluminio redondo e ajudando a encontrar curas para doenças incuráveis ​​que a nossa inteligência não pode alcançar.

Como empresas que investem em IAs receberam o comunicado 

Recentemente, algumas empresas que investem em inteligência artificial (IA) foram informadas de que o desenvolvimento desses sistemas seria pausado temporariamente devido a comportamentos inesperados e, em alguns casos, perigosos. 

Essa decisão enfatiza a importância da revisão e aprimoramento dos algoritmos usados ​​pelas IAs e realização de testes e simulações mais rigorosas para garantir que esses sistemas sejam seguros e protegidos. 

É importante lembrar que a segurança deve ser uma preocupação constante durante todo o processo de desenvolvimento de IAs, que pode trazer benefícios introduzidos para a sociedade, como:

  • A automação de tarefas repetitivas e perigosas;
  • A previsão de comportamentos e tendências;
  • Personalização de experiências;
  • Aumento na produtividade e na qualidade. 

No entanto, uma empresa de balança industrial e sociedade devem considerar os riscos e desafios associados ao uso desses sistemas, como a perda de empregos, a dependência da tecnologia e a possibilidade de viés identificáveis. 

Portanto, é importante que as empresas que investem em IA estejam cientes dessas questões e trabalhem para mitigar os riscos e maximizar os benefícios. 

A pausa no desenvolvimento de IAs pode ser vista como uma oportunidade para refletir sobre esses aspectos e garantir que esses sistemas sejam incluídos de forma responsável e ética.

Além dos riscos e desafios mencionados, é importante destacar que a IA também apresenta questões éticas. 

Por exemplo, quem é responsável pelos comportamentos da IA? Como garantir a privacidade dos dados que são coletados e utilizados pelos IAs? Como evitar a discriminação e o preconceito na tomada de decisões da IA?

Essas são questões que precisam ser abordadas por empresas, governo e sociedade como um todo, como uma empresa de datadores inkjet que trabalham com a IA. 

É necessário criar normas e regulamentações claras para o desenvolvimento e uso de IAs, além de garantir a transparência e responsabilidade das empresas que investem nessa área.

Outra questão importante é a formação de profissionais especializados em IA, nas áreas de ciência da computação, engenharia, psicologia e ética. 

Esses profissionais devem estar preparados para lidar com os desafios e riscos da IA ​​e trabalhar para desenvolver sistemas que sejam seguros, motivados e éticos.

Em resumo, uma pausa no desenvolvimento de IAs pode ser vista como uma oportunidade para refletir sobre os desafios e riscos associados a essa tecnologia e trabalhar para desenvolver sistemas responsáveis ​​e éticos, que podem trazer benefícios para a sociedade.

Considerações finais

As inteligências artificiais são sistemas computacionais que realizam tarefas que normalmente requerem inteligência humana. 

Elas têm inúmeras aplicações em diversas áreas, como saúde, finanças, transporte e indústria. 

A importância das IAs na sociedade está em sua capacidade de automatizar tarefas, aumentar a eficiência e melhorar a precisão, como uma empresa de impressoras 3d profissionais pode notar ao implementar a tecnologia.

No entanto, grandes especialistas se uniram para solicitar a pausa do avanço das IAs devido a comportamentos inesperados e perigosos apresentados por alguns sistemas. 

As preocupações com o uso excessivo das IAs incluem a perda de empregos, a dependência de tecnologia e a possibilidade de viés e discriminação.

As empresas que investem em inteligências artificiais devem rever e aprimorar os algoritmos utilizados pelas IAs, além de realizar testes e simulações mais rigorosas para garantir que esses sistemas sejam seguros e confiáveis. 

É importante que as empresas estejam cientes dos prós e contras das IAs e trabalhem para mitigar os riscos e maximizar os benefícios.

Para finalizar, ressaltamos que as inteligências artificiais são uma tecnologia em constante evolução que pode trazer benefícios significativos para a sociedade. 

No entanto, é fundamental que o desenvolvimento desses sistemas seja realizado de forma responsável e ética, garantindo a segurança e a confiabilidade das IAs em todos os momentos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade