Empreendedorismo Contemporâneo: Formas de empreender no digital

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por admin
em agosto 29, 2022

O empreendedorismo é uma das áreas mais incompreendidas do comércio, pois, apesar de estar atrelada à venda e oferta de produtos, não é somente mais um termo para comercializar.

Conhece-se por empreendedorismo todo o segmento de comércio, desde vendas, até o marketing e pós-venda. 

Ou seja, empreender está intrinsecamente conectado ao ato de vender, mas não se resume a ele, pois é algo amplo, repleto de especificidades e áreas que o completam.

Quer saber mais sobre como funciona gestão de startups e empreendedorismo digital e formas de conseguir adaptar-se e tornar-se um empreendedor contemporâneo? Continue lendo o conteúdo abaixo.

Como começar a empreender no antro digital?

O empreendedorismo digital é a nomenclatura dada ao método de comercializar completamente online. Através de redes sociais, websites e e-commerces, o empreendedor passa a conseguir oferecer seus produtos e serviços.

Essa facilidade pode ser o principal benefício, mas também o que levará o empreendedor à falência. Pode parecer bastante bruto, mas até mesmo no mundo digital, é necessário ter um bom plano de negócios, um funil de vendas e controle total do capital.

O mundo digital é um campo bastante aberto e repleto de oportunidades, permitindo que segmentos tradicionais e os mais peculiares encontrem o público-alvo certo, mas para isso, é necessário aprender a chegar até esses clientes.

Por isso, um curso tecnico de gestão financeira ou, até mesmo, uma formação especificamente voltada ao empreendedorismo podem ser de grande auxílio. Tudo é uma questão de adquirir conhecimento e aplicá-lo.

Para começar a empreender no antro digital, o primeiro passo é encontrar a plataforma e moldar o seu negócio dentro dela. Entendendo bem o segmento a ser explorado, a criação da persona acaba sendo o próximo desafio.

A persona seria a imagem fictícia do cliente ideal, ou seja, através de pesquisas o empreendedor irá definir a faixa etária, classe social, gênero, interesses e dores de quem irá fazer compras no empreendimento em questão.

A presença em redes sociais também já não é mais um diferencial, mas sim um critério para o sucesso. Negócios bem-sucedidos se concentram em captar clientes também através do Instagram, Facebook, Twitter, TikTok, YouTube, Pinterest, entre outros.

Afinal, o empreendedorismo digital precisa estender-se em todos os possíveis caminhos online.

Quais os tipos de e-commerce?

Entendendo a persona e o segmento do empreendimento, estabelecer-se numa plataforma é importante. Isso porque a usabilidade e visibilidade aprimorada podem ser diferenciais que atraem e criam clientes fiéis à empresa.

Assim, caso a plataforma selecionada seja um e-commerce, então é prudente conhecer os principais tipos disponíveis:

  • Business to Business (B2B, empresa para empresa);
  • Business to Consumer (B2C, empresa para consumidor);
  • Consumer to Consumer (C2C, consumidor para consumidor);
  • Consumer to Business (C2B, consumidor para empresa);
  • Business to Administration (B2A, empresa para administração pública).

Do mesmo modo como ensinado no curso de gestão financeira a distancia, cada empresa pode selecionar como irá funcionar a partir do plano de negócios, porte empresarial, entre outras características que definem o empreendimento.

Quais os benefícios do empreendedorismo digital?

Entendendo que o empreendedorismo digital possui uma infinidade de pequenos detalhes para torná-lo mais fácil e menos burocrático, entende-se que há uma série de benefícios em aderir o modelo online de negócios.

Algumas das vantagens, como explicado na faculdade ead gestão financeira, incluem:

  • Maior alcance de audiência;
  • Vendas sendo feitas 24h por dia;
  • Gestão com possibilidade de flexibilidade na metodologia;
  • Início facilitado;
  • Capital inicial mais baixo;
  • Formalização de CNPJ menos burocrática;
  • Divulgação com maior abertura para criatividade.

Quando nos referimos às técnicas de divulgação, pode-se pontuar que através de técnicas de SEO (Search Engine Optimization, ou otimização para ferramentas de busca), dá para conseguir um bom posicionamento no Google e, consequentemente, uma base maior de acessos e captação de clientes.

Qual é a relação entre o conceito de inovação e de empreendedorismo?

Assim como os artistas modernistas na década de 1920 inovaram em suas obras visuais e literárias, o empreendedor contemporâneo precisa sempre ser o Oswald de Andrade do próprio segmento, renovando, criando e transformando o que já era novidade em algo ainda mais revolucionário.

O empreendedorismo é um nicho que se adapta conforme o público muda, logo nada é 100% estável e pode ser renovado diariamente. A forma como o cliente compra hoje, pode não ser o padrão do amanhã.

Sendo assim, a principal relação entre o empreendedorismo e a inovação está justamente na adaptação e no quão visionário um empreendedor consegue ser.

Ser um camaleão em uma determinada área não significa somente se disfarçar entre outros semelhantes, mas conseguir se adaptar o suficiente para competir, ainda assim deixando sua silhueta e marca no produto ou serviço oferecido, tornando-o único.

Compreender o público-alvo para conseguir esse feito é algo ensinado principalmente em um curso de empreendedorismo a distância, mas também precisa estar no DNA do empreendedor.

O empreendedor moderno é criativo e não tem medo de continuar caminhando junto ao mercado.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Top News Tech, site voltado 

para a veiculação de conteúdos relevantes para empresas, contribuindo com estratégias para o desenvolvimento do negócio.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade