Dicas para quem está pensando em trocar de imóvel

Tempo de leitura: 2 min

Escrito por mateu
em junho 23, 2023

Cada vez mais, as redes sociais têm levantado debates sobre diversos assuntos, dentre eles, assuntos da sociedade, movimentos sociais, qualidade de vida e saúde mental. Mais e mais, as pessoas estão pensando sobre esses assuntos e políticas públicas estão sendo criadas, a fim de que esses temas ganhem força e a população garanta direitos e vias para exercê-los.

A saúde mental e qualidade de vida têm sido uma preocupação entre todos os adultos, sejam as pessoas que estão começando a sua jornada adulta ou as que já estão na metade de sua vida. Seja como for, as pessoas têm procurado por moradias e lugares que podem proporcionar melhor qualidade de vida, de acordo com os objetivos de cada um.

No entanto, trocar de imóvel, seja seu primeiro ou não, pode ser um desafio, independentemente da cidade ou bairro que você vive ou quer viver. Por isso, seja procurando um apartamento para alugar em Curitiba ou no Rio de Janeiro, separamos algumas dicas para você que está pensando em trocar de imóvel.

Estabeleça seus critérios e prioridades

Antes de tudo, é importante que você tenha em mente o que está procurando e quais são suas prioridades em requisito de imóvel. Você prefere casa ou apartamento? Em qual espaço sua rotina seria mais funcional? Quais são as suas prioridades? Qual a proximidade que precisa ter do seu trabalho, de um centro comercial, entre outros estabelecimentos que você frequenta? 

Tendo em mente todas essas coisas, você pode começar a selecionar possíveis bairros para morar. É importante que você pense nos seus critérios também, tais como número de quartos ou se é necessário um quarto para escritório. Dentre outros critérios que precisam ser selecionados, a fim de que você encontre exatamente o que está procurando.

Qual seu orçamento?

É necessário tomar uma decisão baseada na sua decisão financeira também. Por isso, é importante que os critérios, prioridades e orçamentos estejam no mesmo patamar de importância. Reveja suas finanças e gastos e faça uma média de quanto você gasta por mês e quanto recebe.

O recomendado é que suas contas fixas ocupem até 55% da sua renda mensal, a fim de que você possa gastar o dinheiro com outros setores, como educação, investimentos, lazer, entre outros. Por isso, procure estabelecer o máximo que você pode gastar com as contas mensais, tais como aluguel, água, luz, condomínio, entre outros.

Se necessário, você pode começar a fazer renda extra, a fim de que complete sua remuneração. É importante ter uma reserva de emergência para não passar por grandes apertos financeiros e ter que adiar seus planos.

Preze também pela segurança

É importante que você escolha um espaço seguro para morar. Mais e mais, a violência nas grandes e pequenas cidades tem aumentado. No entanto, é possível encontrar bairros que forneçam o mínimo de segurança, a fim de que você possa viver bem consigo mesmo, principalmente se morar sozinho.

Nesses casos, muitas pessoas recorrem a apartamentos. Apesar de serem mais caros que casas, o condomínio pode fornecer segurança, portaria, salão de festas, academia, entre outros serviços que podem valer a pena, dependendo do seu estilo de vida.

Outras pessoas investem em bairros que possuem vigilantes ambulantes ou até mesmo compram equipamentos de segurança, como câmeras, alarmes, bloqueadores de porta, entre outros aparelhos. Seja qual for a escolha, é importante que o preço esteja incluído no seu orçamento para mudança, para que não haja gastos não planejados. 

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade