CTA: o que é, características e como usar no seu planejamento digital

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em março 16, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Muitas vezes somos direcionados a fazer algo sem nem percebermos, e a internet também funciona assim. Existe um mecanismo chamado CTA, sigla para Call to Action, que serve justamente para condicionar o usuário a tomar alguma decisão on-line.

Em tese, o CTA é um indicativo do servidor para que o usuário dê um próximo passo. Essa chamada para ação é a forma que algumas empresas encontraram de conseguir sinalizar ao cliente a necessidade de ir além.

Desse modo, a prospecção acaba por ser mais objetiva e direta. Afinal, de nada vale começar a utilizar essa ferramenta se não para atrair mais pessoas para o seu negócio, concorda? 

Inclusive, existe um conceito no marketing chamado AIDA, que é a sigla de elementos que se referem às etapas necessárias para converter um usuário, e elas são: 

  • Atenção;
  • Interesse;
  • Desejo;
  • Ação.

A atenção é o primeiro contato que um usuário tem com a empresa. Geralmente é o olhar inicial do público com as publicações de determinado site. Se determinado conteúdo prende a atenção do público, é porque ele foi lapidado para chamar atenção. 

Em seguida, o interesse vem como uma zona em que o usuário se torna um cliente em potencial. Nessa etapa, existe uma faísca que faz com o que essa pessoa comece a sentir que precisa daquele produto ou serviço. 

O desejo é a certificação da necessidade. É aqui onde a pessoa percebe que precisa de algo. O usuário já passou pelas etapas anteriores desde o contato inicial, entretanto, quando se tem o desejo, ele está há um passo para se aproximar da compra. 

A ação é a tomada de decisão para se comprar algo. Por mais que nessa etapa o cliente em prospecção já esteja completamente entregue, é importante se ter estratégias para facilitar essa ação de compra. 

A importância do CTA e como utilizá-lo

Pois bem, é por isso que o CTA é tão importante para a conversão do cliente. Pois é através dele que a pessoa tem mãos uma possibilidade, um alerta referente a opção de compra. Quando o usuário se depara com uma chamada para ação, a venda é quase que certa.

Existem diversas formas de se aplicar o CTA na prática. Veja a seguir algumas das possibilidades mais comuns de utilização desse mecanismo tão importante para o marketing digital: 

Redes sociais

As redes sociais são redes de interações que conectam pessoas de todos os lugares em um único ambiente digital. E, justamente por ter um fluxo alto de pessoas nesse ambiente, o CTA é tão efetivo quanto ao seu objetivo principal: captar clientes. 

Faça estudos sobre como funciona cada tipo de rede social e quais são suas funcionalidades, para que você consiga aplicar da melhor forma possível sua chamada para ação. Cada uma possui um público específico com necessidades específicas.

Dá para se usar um balão de propaganda, mantendo em sua legenda alguma frase como “curta e compartilhe essa publicação”. Inevitavelmente, o leitor, caso tenha gostado do tipo de conteúdo, se sentirá tentado a curtir ou compartilhar o material. 

Outra opção é construir um conteúdo voltado para alguma rede social específica, colocando um link que direciona para outro conteúdo mais denso.

Se você tem uma empresa que presta serviços de informatica, você poderia facilmente impulsionar uma publicação numa rede social e, a partir daí, inserir um link contendo um direcionamento para o site principal, com o catálogo dos serviços, por exemplo. 

Inclusive, as redes sociais de ONGs (organizações não governamentais), também utilizam muito do CTA para seus nichos. Uma organização que apresente soluções ambientais e sustentáveis, pode utilizar uma publicação “Faça uma doação para o projeto”.

As possibilidades são diversas, mas só por ter muitas alternativas nas redes sociais, não quer dizer necessariamente que o CTA pode ser utilizado de forma avulsa e gratuita. Na verdade, é extremamente importante que se tenha cuidado.

Isso porque, é de praxe do CTA que se utilize verbos no imperativo. E dependendo do público específico na rede social, ou até mesmo da forma em que a frase foi utilizada, é provável que esse modo soe como antiquado, por isso a necessidade de se atentar.

Sites e afins 

Você já deve ter se deparado com algum site em que no final da publicação possuía uma frase “assine nossa newsletter”. Essa é só uma das várias possibilidades encontradas onde é utilizado o CTA no contexto de sites, blogs e similares.

Geralmente o tipo de conteúdo usado nesses portais possui a intenção de fidelizar o usuário. Tanto que uma ferramenta utilizada, antes da implementação do CTA em website, é a categorização do funil de vendas.

Essa ferramenta de produção de conteúdo, permite que o público seja moldado, publicação à publicação, a fim de se concretizar a venda. Portanto, dependendo da situação, a chamada para ação, será determinante para que a ação de compra seja efetivada. 

Se uma empresa que desenvolveu um sistema de climatização, produziu vários conteúdos para atrair o cliente etapa por etapa, quando chegou no conteúdo de fundo de funil (o mais próximo da venda), o CTA é determinante para aquisição do sistema. 

A importância de se ter esse tipo de mecanismo em seu site, se dá a partir do contexto contemporâneo que o mundo está inserido. Hoje, a esmagadora maioria das empresas respeitadas possuem um portal para se aprofundar sobre seus serviços e produtos.

Se um engenheiro civil, tem em seu site um conteúdo sobre a importância de um projeto executivo, ao final do texto, ele poderia facilmente inserir um botão de contato com a frase “solicite seu projeto executivo já”. 

A lógica é muito simples: certamente quem leu até o fim, é porque teve interesse. Ninguém fica preso a determinado conteúdo sem sequer ter tido algum vínculo com aquele material. Então, é como se a semente fosse plantada na mente do usuário.

A chamada para ação pretende, então, somente finalizar aquilo que já havia sido integrado anteriormente nos conteúdos do site. Por isso ele é tão relevante para as vendas de uma empresa. 

O uso cada vez mais comum dos blogs, é também fortemente inserido no contexto do CTA, tendo em vista que nesse modelo, os conteúdos são mais densos e específicos do que portais e sites principais. 

Se uma empresa gráfica possui como um dos produtos do catálogo um adesivo impresso, ela pode colocar ao fim de uma descrição no site principal, contendo uma chamada “conheça nosso blog para mais informações”, por exemplo.

No fim das contas, não importa precisamente o seu modelo de negócio, ou o seu segmento diante do mercado. Traçando uma boa estratégia de CTA em seus sites, as chances de se ter resultados melhores, é enorme. 

E-mail 

Geralmente e-mails são uma boa opção para quem quer fidelizar cada vez mais seus leads (clientes). Nesse modelo, as alternativas são diversas, basta você direcionar as mensagens para sua cartela de clientes. 

Pode ser utilizada uma chamada para se acessar ao site, blog, página em rede social ou até mesmo um direcionamento já para a compra. Como um e-mail permite diferentes possibilidades de anexar conteúdos, o CTA ganhou muita força nessa vertente.

O ideal é que você, ao planejar o seu conteúdo, tenha em mente o público-alvo da empresa. Isso porque, no e-mail, se o cliente sentir que o conteúdo é antiquado ou desconexo com seu perfil, ele categoriza como spam e seu e-mail sequer será lido. 

Se uma loja vende sensores de segurança, passa a encaminhar e-mails desse segmento para agentes da saúde, a possibilidade dele não se interessar pelo conteúdo é grande. É importante que cada segmento seja respeitado na parte de e-mails.

Agora se uma empresa financeira fez um filtro dos clientes, com análises e pesquisas, chegando numa lista segmentada, nada mais justo do que eles encaminharem um e-mail com um CTA voltado para o seu novo sistema de gestão empresarial, por exemplo.

Então a estratégia a ser utilizada, precisa ser planejada antes de aplicada. Porque afinal, o importante é que os conteúdos sejam consumidos para a consolidação da marca e para que a conversão em venda seja concretizada.

Alavanque seus rendimentos com o CTA

Se uma empresa utiliza a chamada para ação em seus negócios, certamente ele faz de suas publicações um modelo extremamente rentável. Isso porque o CTA é uma ótima opção que vira uma chave na cabeça do usuário para chegar a algo. 

Portanto, faça dessa ferramenta um mecanismo para converter seus usuários em clientes fidelizados, passando sempre muita credibilidade para quem entra em contato com os conteúdos feitos pela sua empresa. 

Faça usufruto do CTA e analise os números em seguida para perceber o aumento gradativo das vendas e do engajamento criado. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.