Cômodos multifuncionais: saiba como criar!

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por lucas
em setembro 30, 2022

Hoje em dia, muito se fala sobre cômodos multifuncionais, sendo esta uma das maiores tendências da arquitetura atual. Como o próprio nome sugere, trata-se de um tipo de espaço que pode ser usado para mais de uma função.

O exemplo mais clássico é a integração entre a cozinha e a sala de jantar, e diante de uma demanda crescente por esse tipo de cômodo, o mercado imobiliário está oferecendo opções de apartamentos com essas características.

Elas são mais comuns em imóveis de plantas pequenas, no entanto, a integração pode ser perfeitamente aplicada em construções maiores.

É uma forma de melhorar o convívio entre os moradores e até mesmo trazer mais praticidade para o dia a dia. Para ter um cômodo multifuncional, você pode fazer reformas no imóvel ou construí-lo com essa ideia em mente.

Quem já comprou a casa ou apartamento dessa forma, por sua vez, precisa saber criar a integração, caso contrário, corre o risco de prejudicar a estética e até mesmo a usabilidade do imóvel.

Para entender um pouco mais sobre o assunto e te ajudar, neste artigo, entenda o que são como dos multifuncionais e como criá-los do jeito certo.

Entenda o conceito de espaços multifuncionais

Os espaços ou cômodos multifuncionais são áreas que possuem mais de uma função, mas sem deixar de ter um ambiente apropriado para cada uma delas.

O exemplo mais comum de cômodo funcional é a integração entre a cozinha e a sala de estar, separados por um móvel ou por uma pequena parede, sem isolar totalmente os ambientes.

Outra opção é separá-los pelo tipo de piso, mas tudo fica a critério do morador e do estilo de decoração que prefere adotar.

Hoje em dia, é possível encontrar diferentes recursos para projetos de construção e reforma, como no caso de um painel para TV quarto planejado.

Vantagens de integrar os espaços

Antes de mostrar de que maneira você pode criar cômodos multifuncionais, é interessante conhecer as vantagens de integrar os espaços. 

Dentre as que mais se destacam estão:

  • Flexibilidade;
  • Sensação de amplitude;
  • Mais liberdade;
  • Valorização do imóvel;
  • Otimização do espaço;
  • Luz natural.

Para criar ambientes integrados, tudo o que você precisa é de criatividade. O conceito aberto traz mais flexibilidade na hora de construir e decorar os espaços. Pessoas que têm filhos e animais em casa, por exemplo, conseguem construir um ambiente ainda melhor.

As mães, por exemplo, podem fazer suas atividades do dia a dia, ao mesmo tempo em que observam o que os filhos estão fazendo.

Muitas pessoas estão contratando transportes residenciais para se mudarem para imóveis com espaços integrados porque eles transmitem sensação de amplitude.

O cômodo sempre vai para ser maior do que realmente é, o que traz mais conforto e organização. Justamente por isso, essa prática é muito comum em imóveis pequenos, mas nada impede que seja implementada em casas e apartamentos maiores.

Tanto é que é muito comum encontrar a varanda integrada à sala de estar em propriedades de alto padrão. Além disso, imóveis grandes, mas cheios de divisórias podem fazer com que os moradores se sintam presos.

Os cômodos multifuncionais, por sua vez, aumentam a sensação de liberdade, trazendo bem-estar para todos os moradores.

A integração está em alta, por essa razão, investir nessa mudança é fazer com que o imóvel tenha todas as características procuradas pela maioria das pessoas, por isso, se torna mais valorizada.

Se você pretende vender ou alugar a propriedade futuramente, considere a integração de cômodos, pois isso vai fazer toda a diferença no valor.

Ambientes integrados também melhoram o fluxo de pessoas e todos os seus cantos podem ser bem aproveitados. Se você souber pensar a decoração, vai conseguir otimizar ainda mais o espaço.

Uma boa dica é optar pelo fechamento de pia de vidro para manter seus utensílios organizados e não afetar o visual da sala de estar.

Os cômodos multifuncionais também aumentam a incidência de luz natural, tendo em vista que não possuem paredes que os dividem.

Sua casa estará sempre bem iluminada, o que é muito vantajoso para economizar energia elétrica e até mesmo aumentar a qualidade de vida.

No entanto, a maior vantagem da integração entre os ambientes é a melhora na comunicação familiar. O conceito aberto favorece a socialização entre todos os moradores, ampliando as trocas entre eles.

Por exemplo, se você convidou um amigo ou um parente para jantar, pode conversar com ele tranquilamente enquanto prepara a comida.

A integração entre a sala de estar e a varanda também favorece esse convívio, principalmente para imóveis com sacada gourmet.

Mas, para aproveitar todas as vantagens da integração de espaços, é muito importante saber criar os cômodos multifuncionais.

Como criar cômodos multifuncionais

Tudo o que faz parte da construção e decoração de um imóvel, como escada revestida de mármore, interfere diretamente no impacto visual e no conforto dos moradores.

Da mesma forma, na hora de criar cômodos multifuncionais, é fundamental saber proceder para garantir o conforto e a usabilidade do espaço. Algumas dicas para fazer isso são:

Definir o local e a finalidade

O ponto de partida para criar os espaços multifuncionais é definir o local e a função que vai exercer, só assim será possível facilitar a rotina dos moradores.

Dentre as opções clássicas está a união entre a sala de estar e a sala de jantar, podendo ser usada tanto em imóveis amplos quanto os mais compactos.

Com ela, a arquitetura de interiores se torna mais informal e dinâmica e os moradores se sentem mais à vontade para interagir.

Um rolo de carpete pode ser usado para delimitar a separação, principalmente se a integração for feita entre a sala e a cozinha.

Mobiliário multiuso

Veja, estamos falando de cômodo multiuso, por isso, nada melhor do que usar mobiliário versátil que ajuda a formar espaços multifuncionais.

Por meio deles, você consegue aproveitar melhor o ambiente e organizá-lo para que tudo fique mais fluido. Além disso, lembre-se de que o mobiliário pode ser usado para delimitar a área de cada espaço.

Se for usá-lo dessa maneira, não se esqueça de garantir uma boa circulação, caso contrário, toda a praticidade que deveria trazer pode ser prejudicada.

Saber escolher as cores e os materiais

As cores e materiais presentes nos ambientes são fundamentais, visto que espaços integrados precisam de revestimentos e itens diferentes para delimitar a função de cada um.

Mas, nada te impede de usar o mesmo revestimento em todo o cômodo para transmitir sensação de continuidade, usando a mobília para diferenciar um espaço do outro.

Um sofá sob medida de canto, por exemplo, pode ser usado para separar a sala da cozinha. Mas qualquer peça que você use precisa ter tons neutros, principalmente se a intenção for expandir o campo visual.

Uma paleta muito escura pode sobrecarregar o local e trazer sensação de área menor, portanto, não pode ser usada em imóveis muito pequenos.

Cuidar da iluminação

A iluminação consegue unir as utilidades dos cômodos integrados, ao mesmo tempo em que ajuda a dividir os ambientes, sem que para isso seja necessário usar paredes ou biombos.

A luz por si só tem o poder de mudar o clima e a função do espaço, por isso, invista em um projeto de iluminação bem planejado para demarcar as áreas, por exemplo, com sancas de gesso e luzes embutidas.

A iluminação também traz mais conforto, como no caso de um quarto com treliche madeira resistente, em que a luz amarela traz mais aconchego para a hora do sono.

Usar cortinas de persianas

Quanto mais puder usar a iluminação e a ventilação natural, melhor, pois elas ajudam a tornar o ambiente mais claro, algo fundamental em espaços destinados ao trabalho ou estudos.

Mas, não se esqueça de que o uso de persianas e cortinas também é muito importante, visto que em algum momento do dia, será necessário controlar a entrada de vento e luz. Além disso, traz mais privacidade para o usuário.

Futuramente, se você quiser separar os cômodos novamente, pode optar pela instalação de uma parede drywall quarto.

Considerações finais

Portanto, se der uma olhada nos imóveis que estão sendo construídos agora, vai perceber que os cômodos multifuncionais e integrados estão em alta.

A rotina das pessoas mudou muito nos últimos anos e elas precisam de mais praticidade e conforto para suas atividades e compromissos diários, e os cômodos funcionais oferecem tudo o que elas procuram.

O segredo está em saber criá-los do jeito certo, por meio de elementos e muita criatividade. Seguindo as dicas que demos aqui, você poderá criar os ambientes perfeitos e melhorar ainda mais o seu lar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade