Como dar “a volta por cima” depois de ser demitido?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por MCarlos
em julho 21, 2021

Às vezes, ser demitido abre espaço para que embarquemos em novas empreitadas.

Segundo dados do IBGE, a taxa de desemprego no primeiro trimestre de 2021 alcançou os preocupantes 14,7% da população.

Desemprego, dentro da definição fornecida pelo Instituto, diz respeito às pessoas que possuem idade para trabalhar (acima de 14 anos) que não estão trabalhando, mas estão disponíveis e buscam trabalho.

O contexto, aliado às dificuldades da pandemia, às oscilações econômicas e ao aumento – quase que vertiginoso – da inflação, tem gerado imensa preocupação. Espera-se uma recuperação econômica quando a covid-19 estiver superada e os desgastes políticos e econômicos aliviarem, mas isso ainda pode levar tempo.

Se você passou recentemente por um processo de demissão, entenda que existe uma enorme possibilidade de que isso não tenha nada a ver com a sua capacidade profissional ou com o seu talento.

Por conta de tudo o que já foi citado, muitas empresas estão revendo o quadro de funcionários – o que, como podemos imaginar, acaba fazendo com que profissionais extremamente capazes tenham que ser dispensados.

Embora seja desagradável, especialmente se você foi pego de surpresa, não se desespere. A seguir, traremos dicas para que você possa se reorganizar e, como dizem, “dar a volta por cima”.

Demissão: o que fazer?

Se você não foi demitido por justa causa ou em meio a conflitos jurídicos e similares, a situação fica um pouco mais leve para você. Com o dinheiro do seguro-desemprego, caso se aplique, você pode se organizar enquanto não volta a trabalhar em um local.

Isso significa que você deve esperar para procurar uma vaga? Não necessariamente. Se você se sente física e mentalmente esgotado, pode tirar alguns dias para descansar, dormir e voltar para o seu centro. Caso não seja o caso, você pode começar a se preparar para novas oportunidades desde já.

Primeiro: pense sobre o que você deseja fazer a partir dessa demissão. Você estava satisfeito com o seu local de trabalho? O dia a dia era estressante, com um ambiente organizacional tóxico e uma verticalidade nas relações que tornava impossível o diálogo?

Seja sincero nas suas avaliações. Quando você olha para o que funcionava e o que não funcionava, você consegue entender qual era o seu papel “no todo” e o que você pode fazer para não passar novamente por situações que, de alguma forma, diminuíram a sua potência e tranquilidade.

Feito isso, vamos para a segunda etapa.

Prepare um novo currículo

Se você ficou muito tempo em um lugar, é possível que o seu currículo não esteja atualizado. Reveja-o. O que você aprendeu desde a última vez? O seu nível de línguas cresceu? Você ganhou algum prêmio, deu algum workshop, participou de algum evento que lhe deu certificado?

Adicione tudo o que julgar relevante dentro da sua área de atuação (e, claro, não invente nada).

Da mesma forma, tente não colocar no currículo coisas que não têm a ver com a sua profissão – se você é redator, por exemplo, não faz muito sentido falar sobre um curso de confeitaria no seu currículo, a menos que você escreva para uma revista de comida ou especificamente sobre o assunto.

Caso não seja bom no design, aposte em plataformas como o Canva, que fornecem modelos de currículo excepcionais e fáceis de personalizar.

Pesquise as empresas e seus benefícios

No processo de envio de currículo, seja sincero com relação às suas capacidades. O que queremos dizer com isso? Se você não sabe programar, não diga que sabe, nem envie seu material para uma vaga do gênero. Além de desperdiçar o tempo do RH, você pode ficar marcado de forma bem pouco positiva por ali.

Achou uma vaga que parece boa? Não se esqueça de olhar os benefícios corporativos: previdência empresarial, plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida são possibilidades atraentes, e definitivamente fazem com que a companhia se torne competitiva.

Uma dica: se você sempre quis fazer parte do quadro de funcionários de uma empresa, mas ela não está com as vagas abertas, pense sobre a possibilidade de enviar o seu currículo mesmo assim.

Diga, no corpo do e-mail, que tem imenso interesse em contribuir com o crescimento da companhia, que está disponível para começo imediato e que, caso não seja possível participar de um processo seletivo nesse momento, você gostaria de ser considerado.

Demonstrar interesse não é rude! Pelo contrário: às vezes, você pode dar sorte e acabar sendo empregado mais cedo.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.