Saiba como cuidar corretamente do seu porquinho-da-índia

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em março 29, 2023

Os roedores são conhecidos por apavorar as pessoas, porém o porquinho-da-índia é um animal muito inteligente e que não demanda tantos cuidados ou um grande espaço para viver, afinal ele é pequeno, fofo e pode ser um grande amigo.

Seja para as crianças, adultos ou aquelas pessoas que querem ter um amiguinho mas não sabem que animal escolher, saiba que esse roedor pode ser uma excelente alternativa, e antes que você busque por desratização preço, saiba que esses roedores são amigos.

Se você já pensou ou deseja ter um porquinho-da-índia, veja a seguir quais cuidados são necessários para cuidar desse roedor tão fofo e esperto, aqui você terá contato com todas as características desses animais, além dos cuidados necessários. Boa leitura!

Diferenças entre um porquinho-da-índia e hamster

É muito comum que as pessoas confundam essas duas espécies, afinal eles pertencem à mesma classe de animais, que são os roedores, mas saiba que existem algumas diferenças entre o porquinho-da-índia e o hamster.

Começa pelo tamanho, já que o hamster é um animal bem menor se comparado com um porquinho-da-índia, e o primeiro costuma viver cerca de dois anos.

Já o porquinho-da-índia é bem maior e pode viver até aproximadamente oito anos, sem contar que os cuidados desses dois roedores costumam ser um pouco diferentes, ambos podem ser criados em casas.

Como cuidar de um porquinho-da-índia?

Saiba que esse é um animal bem simples de ser cuidado, trabalhe você como professor ou em uma empresa de termopar tipo J, irá conseguir cuidar bem do seu amiguinho. A seguir separamos algumas informações importantes que irão te ajudar nessa tarefa.

Comece pela casinha

Para que o seu porquinho-da-índia viva bem, é importante que ele tenha espaço, por isso antes de adquirir o animal, veja a estrutura da sua residência e imagine um lugar em que ele ficará confortável.

Saiba que os porquinhos-da-índia na natureza são caçados por outros animais predadores, isso os tornam animais mais suscetíveis ao estresse e com um instinto de fuga, por isso muitas pessoas relatam que seus pets fogem.

Para que isso não aconteça, é muito importante que você escolha um local que não tenha a presença de animais predadores, como os cães e gatos, pois isso pode fazer com que o seu porquinho-da-índia viva estressado, não tendo uma boa qualidade de vida.

É essencial que a gaiola ou cercado seja pensado e escolhido com cuidado, afinal tudo em nossa vida deve ser planejado, seja o que vamos cozinhar ou a distribuidora de peças agrícolas que vamos escolher.

Não negligencie esse passo, entenda que ele é importante para o bem-estar do porquinho-da-índia. Uma dica é optar por modelos que tenham paredes vazadas, para que o interior da casinha não fique muito quente.

É importante que o local seja fresco e arejado, pois eles são animais suscetíveis às mudanças de temperatura.

Se você nunca teve um porquinho-da-índia e só sabe informações sobre o seu trabalho, como manusear uma masseira industrial ou como cuidar de um jardim, vamos te ajudar a escolher a melhor gaiola para o seu novo pet.

O tamanho indicado de uma gaiola é de pelo menos 90 x 46 x 56 cm, ela precisa contar com piso sólido e forração fofinha, além disso você pode optar por forrar com uma cama natural, permitindo com que ele fique quentinho quando desejar.

Se você não conseguir encontrar nenhuma gaiola com essas dimensões e especificações necessárias, você pode construir um cercado para o seu porquinho-da-índia, dessa forma você pode escolher o tamanho que desejar, só não esqueça da forração.

Alimentação do porquinho-da-índia

O porquinho-da-índia é um roedor herbívoro, mas o que isso significa? Isso quer dizer que ele não pode ser alimentado com carne, apenas com vegetais. Saiba que eles são animais que se adaptam muito bem a uma dieta saudável.

Não é preciso ter uma mini fábrica de ração, pois eles se alimentam de vegetais, e também é importante que a ração tenha feno, isso irá ajudar com que ele se desenvolva de uma melhor forma.

Para os porquinhos-da-índia bebês de até seis meses e para as porquinhas grávidas e lactantes, é indicado que elas consumam feno de alfafa, por ser rico em calorias, cálcio e proteína.

Referente às verduras, saiba que as escuras e folhosas são as preferidas desses animais, pois contém mais vitaminas e minerais. Outras opções, como alface, não são indicadas, pois não possuem um valor nutricional considerável e podem causar problemas intestinais.

É importante que o seu porquinho-da-índia não consuma:

  • Abacate;
  • Sementes (girassol, alpiste e outros mix);
  • Uva;
  • Aveia;
  • Salsa;
  • Couve-flor;
  • Beterraba.

Pois pode ocasionar sérios problemas, além de intoxicar o animalzinho. Lembre-se que a saúde e os cuidados com o seu porquinho-da-índia são fundamentais para que ele tenha uma boa qualidade de vida.

Assim como os seres humanos, os porquinhos-da-índia não sintetizam sua própria vitamina C, por isso é essencial que se introduza alimentos com um rico teor desta vitamina, como o pimentão vermelho, por exemplo, ou outros suplementos.

Qualquer dúvida que você tiver sobre alimentação, é muito importante que entre em contato com um médico veterinário, pois além de instrumentais cirúrgicos veterinários, eles possuem conhecimento sobre a alimentação ideal para o seu pet.

Muitos tutores oferecem um mix de semetes, legumes e frutas em excesso, o que não geram valores nutricionais e ainda ocasionam sérios problemas de saúde, como:

  • Problemas hepáticos por excesso de gordura;
  • Problemas renais;
  • Problemas odontológicos;
  • Problemas gastrointestinais.

Em alguns casos podem levar até à morte do animal, por isso é muito importante cuidar da alimentação do seu porquinho-da-índia da maneira correta.

Além da alimentação, é muito importante que o seu porquinho-da-índia se mantenha hidratado. Verifique todos os dias como está o recipiente de água e a troque sempre para que ela fique fresca.

Afinal as gaiolas não possuem um dispositivo de castelo d’água, onde sempre terá água, cabe a você como tutor verificar se o seu animalzinho está sempre hidratado. Mantendo uma boa alimentação e cuidados básicos, ele ficará feliz.

Socialização e exercícios para seu pet

É importante que você entenda que os porquinhos-da-índia são animais muito ativos, eles costumam ficar acordados em média 20 horas por dia, por isso é fundamental que eles tenham espaço para andar e brincar.

Esses roedores gostam de se socializar, pois geralmente vivem em duplas ou bando e adoram brincar tanto com outros porquinhos, como com os seus tutores humanos.

É importante que você entenda que até que o seu porquinho-da-índia se acostume com você, seu cheiro e sua presença, pode levar um tempo, por isso essa aproximação precisa ser feita de forma gradual.

Isso precisa ser feito aos poucos para que eles se acostumem com essa atividade, se tornando cada vez mais próximos dos humanos.

É importante lembrar que assim como qualquer ser vivo, cada porquinho tem a sua personalidade, por isso terá animais que são mais reclusos, outros mais alegres, isso não depende da sua espécie, mas sim da personalidade de cada um.

Uma dica é soltar o seu porquinho-da-índia em um local seguro e com uma temperatura amena para que ele consiga se exercitar. Caso você não tenha esse espaço, você pode optar por brinquedos, como túneis e rampas, eles amam esse tipo de atividade.

Por serem animais frágeis, é importante que você não coloque a gaiola deles em um lugar muito alto ou que tenha:

  • Poluição sonora;
  • Movimentação excessiva;
  • Odores fortes.

Que podem acabar gerando um estresse no seu porquinho. Outro ponto importante que merece atenção é que se o seu porquinho se recusa a continuar brincando e você insiste, pode acabar gerando uma inquietação e desconforto no animal.

Porquinho-da-índia e seus cuidados

Assim como qualquer outro animal, você precisa cuidar do seu porquinho-da-índia, verificar se ele está comendo, se hidratando, defecando, pois tudo isso indica se está havendo algum problema. Também é importante verificar o seu comportamento.

Caso você presencie qualquer coisa que fuja da normalidade, entre em contato com um veterinário, ele poderá cuidar do seu animalzinho e identificar o que está acontecendo com ele. Lembre-se que o porquinho é sua responsabilidade, por isso você precisa cuidar dele.

Eles são animais muito dóceis e carinhosos, ao contrário da visão que as pessoas têm dos roedores, pois é só falar deles que logo querem ligar para uma dedetizadora SP ou algo do tipo.

Dê uma chance para esse roedor fofo e veja como eles são animais incríveis e muito inteligentes, além de carinhosos e que preenchem a casa com muita peripécia e doçura.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade