O carro não liga? Saiba se o problema pode ser na bateria ou no alternador

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em fevereiro 21, 2023

Se o seu carro não ligar, saiba que antes de entrar em contato com o seu mecânico ou entrar em desespero, é preciso que você diferencie alguns detalhes e tente descobrir qual o motivo dele não estar funcionando.

Você sabe o que deve ser checado para saber qual é o motivo do seu carro não estar ligando? Bom, existem algumas situações que são simples e você mesmo pode resolver sem precisar sair de casa.

Só quem estava a caminho da sua loja de venda de disjuntores, por exemplo, e ficou com o carro parado sem conseguir andar sabe o desespero que dá, e esse problema pode ser gerado por diversos fatores, como problema na bateria ou no alternador.

Mas você sabe identificar esse problema? Por exemplo, quando a luz do painel se acende, aquela que tem o formato de bateria, então ela significa problema no sistema de carga, ou seja, é um problema no alternador.

Essa é uma peça que parte do sistema elétrico do veículo e se liga ao motor por meio de uma correia para que assim se gere a energia que irá carregar a bateria e alimentar todo o sistema elétrico do motor quando ele estiver funcionando.

O rompimento dessa correia é um dos motivos para a luz do painel acender, e só para você entender a importância do alternador, saiba que a ignição e injeção eletrônica do carro dependem exclusivamente dele.

Já quando o assunto é bateria, ela depende do alternador para ser carregada, usa a energia gerada por ele apenas na reposição de gasto com luzes de freios, faróis e todos os acessórios elétricos do carro.

Por isso é muito importante que você tenha atenção quando a sua bateria descarregar, e saiba se realmente é um problema com ela ou com o alternador. Para te ajudar nessa tarefa, continue lendo este texto, pois separamos todas as informações sobre o tema.

Como funciona a bateria de carro?

Se você trabalha com caixas de incêndio, vendas de roupa ou qualquer outra coisa que não seja mecânico, provavelmente não entende muito sobre o assunto, por isso vamos falar um pouco mais como funciona a bateria de um carro.

De uma maneira simples, a bateria de um carro possui uma placa para o eletrodo positivo, que é o dióxido de chumbo, e uma para o negativo, que é chumbo poroso, e ambas são banhadas por ácido sulfúrico diluído em água pura.

Esse líquido flui de um lado para o outro entre os separadores dessas placas por meio de seus microfuros. É esse processo que gera a reação química necessária para gerar eletricidade.

Os separadores também têm a função de isolar de forma mecânica as placas positivas e negativas para evitar que ocorra um curto-circuito da bateria no seu carro.

Dessa forma, quando um equipamento solicita uma demanda elétrica da bateria a corrente flui do polo positivo para o negativo, todo esse processo gera uma nova reação química.

Portanto, há formação e o depósito de sulfato de chumbo nas placas, e por consequência dessa reação a carga da bateria diminui.

É justamente nisso que entra o alternador, ou o dínamo no caso de veículos mais antigos. É esse gerador que alimenta a bateria com energia e este processo reverte o processo químico que reduz sua carga.

Com isso as placas voltam a ter somente dióxido de chumbo, que é a fase positiva, e o chumbo poroso, que é a negativo. Sendo assim, toda vez que você pega o seu carro para ir até uma loja buscar por rodapé de madeira preço, o seu carro faz esse processo.

Dessa forma, o processo é repetido inúmeras vezes durante o funcionamento do veículo e também durante a vida útil da bateria.

No entanto, é importante que você entenda que ele não é 100% eficiente, pois a eletricidade decompõe a água presente no eletrólito, e seus elementos químicos que acabam sendo liberados em forma de gás.

É justamente por isso que durante a vida útil de uma bateria ela gasta água.

Qual a função do alternador de um veículo?

Bom, agora que você já entendeu como funciona uma bateria se caso estiver passando por cancelas automáticas e o seu carro parar, já sabe o que deve identificar, mas para que você entenda melhor, é preciso saber a função do alternador em seu veículo.

Saiba que essa máquina serve para:

  • Alimentar os equipamentos elétricos instalados no carro;
  • Sistema de ignição eletrônica quando o motor estiver em funcionamento;
  • Trabalha movido a uma correia;
  • Necessita de uma rotação que varia de modelo para modelo;
  • Gera eletricidade.

Agora mesmo, você sendo um funcionário de uma empresa de locação topográfica ou um professor de história, sabe exatamente qual é a função de uma bateria e de um alternador, isso te ajuda a não ser enrolado por um mecânico mal intencionado.

O meu carro não ligou, e agora?

Saiba como identificar qual o problema que a sua bateria enfrenta levando em conta alguns sinais que podem te ajudar a não perder tempo ou dinheiro indo a um mecânico.

Por mais que você tenha ligações ilimitadas para qualquer operadora, às vezes não vale a pena incomodar o seu mecânico, você consegue identificar os problemas sozinho.

Luz de advertência

No painel do seu carro existe uma luz que indica se há algo de errado com o alternador, ela pode ser:

  • Uma luz em forma de bateria;
  • ALT;
  • GEN.

Saiba que essa luz não diz respeito necessariamente à bateria, mas sim ao alternador, sendo esse um dos primeiros sinais que você tem um problema com o alternador, porque é quando essa luz acende por um segundo e depois apaga.

Por exemplo, você está voltando da sua empresa de serviço de automação industrial à noite, e enquanto dirige, a luz acende e começa a chover. Você ativa o limpador de para-brisa e a luz acende de novo.

Porém quando você desliga os limpadores, o indicador também desliga. Isso acontece pois a maioria dos alternadores tem uma potência de saída entre 13 e 14.5 volts, e eles tentam manter essa eletricidade em um nível constante a todo momento.

Dessa forma, quanto mais eletricidade é necessária para os faróis, limpadores de para-brisa e aparelho de som, mais o alternador precisa trabalhar, afinal é ele que irá manter a voltagem necessária.

Por isso, se o alternador do seu veículo não estiver funcionando com toda a potência ou se tiver muita demanda, ele não irá conseguir dar conta de tudo.

Dessa forma a voltagem irá aumentar ou diminuir o seu nível ideal, e justamente por isso a luz de advertência irá acender.

Intensidade das luzes

Bom, o alternador é o que fornece a eletricidade que o veículo precisa, dessa forma quando ele começa a perder o seu potencial, ele é percebido de forma imediata nos acessórios, mas como?

Vamos imaginar que você está dirigindo, indo até uma empresa de mudança compartilhada, e percebe que a intensidade dos faróis diminuiu, ou que os indicadores do painel, como o velocímetros ou tacômetros, pararam de funcionar.

Outras partes como os limpadores, para-brisa ou vidros elétricos também podem começar a funcionar bem lentamente.

Bateria descarregada

Quando um veículo não liga, isso indica que ele tem um problema com o sistema de partida, sendo assim, ao girar a chave, você irá ouvir um clique e tique, porém o carro não dá a partida e nada acontece.

Depois de muitas tentativas, o clique e tique desaparecem, dessa forma você se dá conta que a bateria acabou, mas você sabe exatamente por que isso aconteceu?

Saiba que quando um alternador começa a falhar, a bateria perde a sua energia, afinal é o alternador que a mantém carregada.

Por isso é importante que você seja capaz de diagnosticar se o problema está na bateria descarregada ou no alternador, mas saiba que esse é um procedimento bem simples e você não precisa da ajuda de nenhum profissional para identificar.

Quando isso acontecer, assim que alguém lhe fornecer energia para que você consiga dar a partida no veículo, remova os cabos e espere um pouco. Caso o alternador não esteja recarregando a bateria, o carro irá parar de funcionar.

Mas caso o carro continue funcionando, é muito provável que seja a bateria, por isso é preciso que se tenha um pouco de cuidado, pois a bateria está morrendo e ela precisa ser recarregada imediatamente, senão se esgota apesar do esforço do alternador.

Esse teste na bateria pode ser feito com um voltímetro também, mas caso prefira, pode levar a um profissional.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade